#culturadepaz medias

Posts tagged on #culturadepaz

Top Posts Recent Posts

Top Posts

O INFERNO SOMOS NÓS - Do ódio à cultura de paz, autoria de Leandro Karnal e Monja Coen.
.

O INFERNO SOMOS NÓS - Do ódio à cultura de paz, autoria de Leandro Karnal e Monja Coen. . " Em tempos adversos como o que vivemos, de crise, preconceito e intolerância, como transformar o ódio em compreensão do outro em suas diferenças? Como sair de um cenário de violência e construir uma cultura de paz?" . Um livro excelente, de duas pessoas às quais admiro muito: a querida Monja Coen, fundadora da Comunidade Zen-budista no Brasil, por quem tenho um carinho especial e o fabuloso historiador Leandro Karnal. Uma obra totalmente baseada no diálogo, repleta de reflexões. . Uma leitura leve e fluída, onde são debatidos os motivos que nos levam a ser uma sociedade enraizada na cultura do ódio. Também são apresentadas possíveis soluções para mudar essa realidade. " Uma cultura de paz é uma cultura de tolerância ativa, mas também é, acima de tudo, uma cultura de conhecimento de si". . Considero uma leitura extremamente válida e completamente necessária! Super recomendo! #ficaadica 🤩📚🌐 #leialivros #euamolivros #euamoler #bookstagram #instabook #monjacoen #leandrokarnal #recomendo #paz #culturadepaz #peace ...

O fazer cotidiano, aquele que se manifesta nas ações que temos em nosso entorno, tem poder.

Fazer escolhas conscientes de como queremos nos relacionar com nós mesmas, com as pessoas ao redor e com o meio-ambiente, é fundamental.

As ditas pequenas ações, aparentemente invisíveis, formam uma teia que vibra dia-a-dia numa frequência de cuidado, respeito, empatia, acolhimento.

Transformação requer constância. Requer semear e depois regar. Cuidar para que floresçam novos comportamentos, novas relações, novos sistemas de crenças que permeiam o coletivo.
.
.
Quais ações conscientes você tem feito para viver uma cultura de empatia nas suas relações?

Quais transformações tem buscado na sua forma de agir e ver o mundo?

Refletir, tomar consciência e encontrar um novo agir muda o mundo. Aquele que está ao nosso alcance. Ao nosso redor.

#mêsdaempatia #culturadepaz #empatia #comunicacaonaoviolenta #cnv #escutatoria #diversidade

Via @fabmgutierrez.

O fazer cotidiano, aquele que se manifesta nas ações que temos em nosso entorno, tem poder. Fazer escolhas conscientes de como queremos nos relacionar com nós mesmas, com as pessoas ao redor e com o meio-ambiente, é fundamental. As ditas pequenas ações, aparentemente invisíveis, formam uma teia que vibra dia-a-dia numa frequência de cuidado, respeito, empatia, acolhimento. Transformação requer constância. Requer semear e depois regar. Cuidar para que floresçam novos comportamentos, novas relações, novos sistemas de crenças que permeiam o coletivo. . . Quais ações conscientes você tem feito para viver uma cultura de empatia nas suas relações? Quais transformações tem buscado na sua forma de agir e ver o mundo? Refletir, tomar consciência e encontrar um novo agir muda o mundo. Aquele que está ao nosso alcance. Ao nosso redor. #m êsdaempatia #culturadepaz #empatia #comunicacaonaoviolenta #cnv #escutatoria #diversidade Via @fabmgutierrez ...

III SIMPÓSIO DE DIREITO SISTÊMICO.

III SIMPÓSIO DE DIREITO SISTÊMICO ...

É comum as pessoas me perguntarem porque no baralho de sentimentos que usamos não aparece a culpa. 
A culpa nos paralisa e dificulta que possamos olhar para as necessidades que a estão gerando. Investigar os pensamentos por trás da culpa, as avaliações e julgamentos que fazemos sobre nós mesmos e reconhecer os sentimentos que acompanham estas avaliações, como por exemplo: tristeza, frustração, decepção, pode nos ajudar a reconhecer que necessidades não satisfeitas estão por trás desta culpa. Chegar às necessidades nos mobiliza a cuidar delas, a escolher o que fazer agora ou mesmo em uma próxima vez que enfrentemos uma situação que nos gera culpa. 
Assim, se tenho em mente que a cada vez que sinto culpa, na verdade estou “apegado” às avaliações que faço sobre mim mesmo naquele momento, posso lidar com ela. Reconhecer estes pensamentos e mobilizar minha energia para investigar os sentimentos e que necessidades estão pedindo para serem cuidadas. Mudo meu foco de atenção e me libero da culpa. 
#comunicacaonaoviolenta #empatia #cnvkonekti #culturadepaz #comunicaçãonãoviolenta #autoconhecimento.

É comum as pessoas me perguntarem porque no baralho de sentimentos que usamos não aparece a culpa. A culpa nos paralisa e dificulta que possamos olhar para as necessidades que a estão gerando. Investigar os pensamentos por trás da culpa, as avaliações e julgamentos que fazemos sobre nós mesmos e reconhecer os sentimentos que acompanham estas avaliações, como por exemplo: tristeza, frustração, decepção, pode nos ajudar a reconhecer que necessidades não satisfeitas estão por trás desta culpa. Chegar às necessidades nos mobiliza a cuidar delas, a escolher o que fazer agora ou mesmo em uma próxima vez que enfrentemos uma situação que nos gera culpa. Assim, se tenho em mente que a cada vez que sinto culpa, na verdade estou “apegado” às avaliações que faço sobre mim mesmo naquele momento, posso lidar com ela. Reconhecer estes pensamentos e mobilizar minha energia para investigar os sentimentos e que necessidades estão pedindo para serem cuidadas. Mudo meu foco de atenção e me libero da culpa. #comunicacaonaoviolenta #empatia #cnvkonekti #culturadepaz #comunica çãonãoviolenta #autoconhecimento ...

Mil e uma palavras poderiam ser usadas para descrever a emoção e para apresentar a história dessa foto. Vou resumir: Que oportunidade, Monja Coen! Que o mérito de nossas práticas cheguem a todos os seres 💜 Gratidão! 🙏✨🥰 #culturadepaz #zazen.

Mil e uma palavras poderiam ser usadas para descrever a emoção e para apresentar a história dessa foto. Vou resumir: Que oportunidade, Monja Coen! Que o mérito de nossas práticas cheguem a todos os seres 💜 Gratidão! 🙏✨🥰 #culturadepaz #zazen ...

O Curso de Formação de Cabos teve início hoje, dia 06 de maio, com a presença do subcomandante Ten Cel Wallace, que deu as boas-vindas à tropa, ratificando o compromisso do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças com a capacitação dos referidos militares. Durante a solenidade, houve o desfile dos comandados, com o acompanhamento da banda de música da Polícia Militar.
Tivemos ainda a aula inaugural do Curso, que contou com a participação da palestrante Amanda Costa, Superintendente de Proteção e Defesa de Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), trabalhando o tema “Direitos Humanos e Violência: o papel do policial militar na construção de uma cultura de paz”. #cfappmmaoficial #cfsd #cntp #aprenderparamelhorservir #segurancapublica #ensino #formandonovossoldados #cfapquerido #pmma #policia #forcaehonra #saoluis #maranhao #brasil #militar #soldado #photo #tbt #nigth #black #instagram #infantaria #direitoshumanos #direitodetodos #culturadepaz.

O Curso de Formação de Cabos teve início hoje, dia 06 de maio, com a presença do subcomandante Ten Cel Wallace, que deu as boas-vindas à tropa, ratificando o compromisso do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças com a capacitação dos referidos militares. Durante a solenidade, houve o desfile dos comandados, com o acompanhamento da banda de música da Polícia Militar. Tivemos ainda a aula inaugural do Curso, que contou com a participação da palestrante Amanda Costa, Superintendente de Proteção e Defesa de Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), trabalhando o tema “Direitos Humanos e Violência: o papel do policial militar na construção de uma cultura de paz”. #cfappmmaoficial #cfsd #cntp #aprenderparamelhorservir #segurancapublica #ensino #formandonovossoldados #cfapquerido #pmma #policia #forcaehonra #saoluis #maranhao #brasil #militar #soldado #photo #tbt #nigth #black #instagram #infantaria #direitoshumanos #direitodetodos #culturadepaz ...

A nossa disponibilidade interna, como estamos lidando com as nossas emoções em um determinado momento está intimamente relacionada com a maneira pela qual somos capazes de nos expressar. 1. Quanto mais disponível e conectada comigo mesma sou mais capaz de oferecer empatia ao outro. 2. Com um pouco menos de disponibilidade interna, não consigo oferecer empatia mas posso me expressar com autenticidade, contar ao outro o que está acontecendo comigo naquele momento, o que está vivo em mim. 3. Se estou envolvido em minhas emoções, me sinto confusa e a autoempatia pode me auxiliar a compreender o meu mundo interno, o que está acontecendo com minhas necessidades. 4. Se estou imerso nestas emoções e não sou capaz naquele momento de me olhar, posso pedir ajuda, pedir uma escuta empática por exemplo. Que alguém me acompanhe e me auxilie a investigar o meu mundo interno. 5. Se estou completamente envolto nas emoções do momento e não consigo pedir ajuda, é provável que minha expressão soe para o outro como violência. É o momento da reatividade, no qual estou tentando cuidar de necessidades que eu não tenho ideia de quais são. Quando me percebo neste momento, o melhor é parar e “correr”, sair de cena, para me cuidar e buscar estar mais disponível para ser capaz de me comunicar de outra maneira.

Eu adoro esta escala e concordo muito com ela! Se você gostaria que eu comentasse mais sobre isso em um vídeo, comenta aqui nesse post! 😉

Arte: Apprentie Girafe 
Tradução: Marina de Martino

#comunicacaonaoviolenta #escutaativa #empatia #cnvkonekti #culturadepaz #comunicaçãonãoviolenta #escutaempatica #expressaoautentica.

A nossa disponibilidade interna, como estamos lidando com as nossas emoções em um determinado momento está intimamente relacionada com a maneira pela qual somos capazes de nos expressar. 1. Quanto mais disponível e conectada comigo mesma sou mais capaz de oferecer empatia ao outro. 2. Com um pouco menos de disponibilidade interna, não consigo oferecer empatia mas posso me expressar com autenticidade, contar ao outro o que está acontecendo comigo naquele momento, o que está vivo em mim. 3. Se estou envolvido em minhas emoções, me sinto confusa e a autoempatia pode me auxiliar a compreender o meu mundo interno, o que está acontecendo com minhas necessidades. 4. Se estou imerso nestas emoções e não sou capaz naquele momento de me olhar, posso pedir ajuda, pedir uma escuta empática por exemplo. Que alguém me acompanhe e me auxilie a investigar o meu mundo interno. 5. Se estou completamente envolto nas emoções do momento e não consigo pedir ajuda, é provável que minha expressão soe para o outro como violência. É o momento da reatividade, no qual estou tentando cuidar de necessidades que eu não tenho ideia de quais são. Quando me percebo neste momento, o melhor é parar e “correr”, sair de cena, para me cuidar e buscar estar mais disponível para ser capaz de me comunicar de outra maneira. Eu adoro esta escala e concordo muito com ela! Se você gostaria que eu comentasse mais sobre isso em um vídeo, comenta aqui nesse post! 😉 Arte: Apprentie Girafe Tradução: Marina de Martino #comunicacaonaoviolenta #escutaativa #empatia #cnvkonekti #culturadepaz #comunica çãonãoviolenta #escutaempatica #expressaoautentica ...

Sobre escutar genuinamente 💖

#escutaempatica #comunicaçãonãoviolenta #comunicacaonaoviolenta #escutaativa #culturadepaz #empatia.

Sobre escutar genuinamente 💖 #escutaempatica #comunica çãonãoviolenta #comunicacaonaoviolenta #escutaativa #culturadepaz #empatia ...

Instituto IDIS / Medicina e Saúde Integrativa 
Uma História familiar com mais de 40 anos de tradição.

Contato:
http://www.lamasson.com.br
e-mail: contato@institutoidis.com.br
@instituto_idis_lamasson
WhatsApp: (16) 99788 4447

#medicinaintegrativa #saúdeintegrativa #integrativehealth #integrativemedicine #homeopatia #antroposofia #fitoterapia #nutricaoesaude #homeopatiaveterinaria #homeopathic #homeopathie #homeopathy #homeopatía #institutoidis #lamasson #Escutasensível #autocuidado #culturadepaz #institutodrizaosoares.

Instituto IDIS / Medicina e Saúde Integrativa Uma História familiar com mais de 40 anos de tradição. Contato: http://www.lamasson.com.br e-mail: contato@institutoidis.com.br @instituto_idis_lamasson WhatsApp: (16) 99788 4447 #medicinaintegrativa #sa údeintegrativa #integrativehealth #integrativemedicine #homeopatia #antroposofia #fitoterapia #nutricaoesaude #homeopatiaveterinaria #homeopathic #homeopathie #homeopathy #homeopat ía #institutoidis #lamasson #Escutasens ível #autocuidado #culturadepaz #institutodrizaosoares ...

Most Recent

Por fin! Mediador de conflictos
Gracias @julioherrerajusticialternativa  y a mis compañeros por esta experiencia
#mediacion  #culturadepaz.

Por fin! Mediador de conflictos Gracias @julioherrerajusticialternativa y a mis compañeros por esta experiencia #mediacion #culturadepaz ...

Curso-Taller de herramientas para la construcción de consensos.

#Bolivia #Educación #Democracia #Negociación #ResolucióndeConflictos #Consensos #Comunicación #CulturadePaz #jovenes #mujeres #lgbt #medioambiente.

Curso-Taller de herramientas para la construcción de consensos. #Bolivia #Educaci ón #Democracia #Negociaci ón #Resoluci óndeConflictos #Consensos #Comunicaci ón #CulturadePaz #jovenes #mujeres #lgbt #medioambiente ...

Curso-Taller de herramientas para la construcción de consensos.

#Bolivia #Educación #Democracia #Negociación #ResolucióndeConflictos #Consensos #Comunicación #CulturadePaz #jovenes #mujeres #lgbt #medioambiente.

Curso-Taller de herramientas para la construcción de consensos. #Bolivia #Educaci ón #Democracia #Negociaci ón #Resoluci óndeConflictos #Consensos #Comunicaci ón #CulturadePaz #jovenes #mujeres #lgbt #medioambiente ...

Este #LunesdeEmpresa dedicamos el espacio a divulgar situaciones organizacionales, que mucho perjudican y en nada benefician el clima y la cultura laboral: *La discriminación,
*el acoso y *la violencia contra mujeres en el ámbito laboral. 
Nosotras las vemos día a día en la consulta, las asesorías y los procesos de formación que brindamos.

Hoy nos sumamos a las palabras de esta mujer valiente y ejemplar,  que sin duda nos recuerda que para tener #OrganizacionesConSentido: “Es necesario actuar de una vez por todas para acabar con esta situación. Nosotras merecemos trabajar en un ambiente de cordialidad, de igualdad y de respeto.

Este #LunesdeEmpresa dedicamos el espacio a divulgar situaciones organizacionales, que mucho perjudican y en nada benefician el clima y la cultura laboral: *La discriminación, *el acoso y *la violencia contra mujeres en el ámbito laboral. Nosotras las vemos día a día en la consulta, las asesorías y los procesos de formación que brindamos. Hoy nos sumamos a las palabras de esta mujer valiente y ejemplar, que sin duda nos recuerda que para tener #OrganizacionesConSentido : “Es necesario actuar de una vez por todas para acabar con esta situación. Nosotras merecemos trabajar en un ambiente de cordialidad, de igualdad y de respeto." María del Carmen Cáceres #SomosTP promovemos #OrganizacionesConSentido y #CulturadePaz https://www.ilo.org/americas/sala-de-prensa/WCMS_709433/lang--es/index.htm ...

Olá, como vai? 
Quer ter conexões mais significativas? Deseja mais empatia nas suas relações? Está em busca de autoconhecimento e mais autocompaixão? 
Te convido para este curso de Introdução à Comunicação Não-Violenta. Nele vamos estudar, em uma abordagem teórico-vivencial, ferramentas para uma comunicação mais efetiva, a partir do reconhecimento e expressão de sentimentos e necessidades, passando também pelas observações sem julgamento e elaboração de pedidos, tendo como base a corresponsabilidade, a empatia e a compaixão. 
Essa abordagem foi desenvolvida pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg (1934-2015) e é hoje utilizada em todo o mundo como uma estratégia de reconstrução das relações visando uma cultura de paz.

Mais informações e inscrições no link abaixo! 
wabisabi-facilitacao.wixsite.com/wabisabi/curso-27-e-28-de-julho

Caso conheça alguém que se interesse pelo assunto, ficarei muito contente se puder compartilhar esta publicação! 
Obrigada! 
Maína Fantini

#cnv #comunicacaonaoviolenta #empatia #naovolencia #culturadepaz #dialogo #comunicacao #compaixao #paz #saopaulo #brasil #wabisabi.

Olá, como vai? Quer ter conexões mais significativas? Deseja mais empatia nas suas relações? Está em busca de autoconhecimento e mais autocompaixão? Te convido para este curso de Introdução à Comunicação Não-Violenta. Nele vamos estudar, em uma abordagem teórico-vivencial, ferramentas para uma comunicação mais efetiva, a partir do reconhecimento e expressão de sentimentos e necessidades, passando também pelas observações sem julgamento e elaboração de pedidos, tendo como base a corresponsabilidade, a empatia e a compaixão. Essa abordagem foi desenvolvida pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg (1934-2015) e é hoje utilizada em todo o mundo como uma estratégia de reconstrução das relações visando uma cultura de paz. Mais informações e inscrições no link abaixo! wabisabi-facilitacao.wixsite.com/wabisabi/curso-27-e-28-de-julho Caso conheça alguém que se interesse pelo assunto, ficarei muito contente se puder compartilhar esta publicação! Obrigada! Maína Fantini #cnv #comunicacaonaoviolenta #empatia #naovolencia #culturadepaz #dialogo #comunicacao #compaixao #paz #saopaulo #brasil #wabisabi ...

Wabi Sabi é um conceito de origem japonesa que tem como tripé a impermanência, a incompletude e a imperfeição, estando aí a beleza e a verdade das coisas. 
Nada é para sempre: nem a felicidade, nem a tristeza, nem a calmaria, nem a tempestade, nem os pensamentos. 
Nada é completo: nada possui todas as características nem todos os materiais, nem todos os defeitos e nem todas as virtudes. 
Nada é perfeito, e a beleza está na aceitação da imperfeição. A beleza também está nas marcas que ficam com a passagem do tempo.

Isso, para mim, é Wabi Sabi. Acredito que na imperfeição, na incompletude e na impermanência também está a beleza da vida, dos seres, e das relações. 
Bem vindos à Wabi Sabi. 
Maína Fantini - Facilitadora

#wabisabi #facilitacao #cnv #comunicacaonaoviolenta #dialogo #paz #mediacao #culturadepaz #autoconhecimento #autocuidado #compaixao #autocompaixao #mindfulness #saopaulo #brasil #comunicacao.

Wabi Sabi é um conceito de origem japonesa que tem como tripé a impermanência, a incompletude e a imperfeição, estando aí a beleza e a verdade das coisas. Nada é para sempre: nem a felicidade, nem a tristeza, nem a calmaria, nem a tempestade, nem os pensamentos. Nada é completo: nada possui todas as características nem todos os materiais, nem todos os defeitos e nem todas as virtudes. Nada é perfeito, e a beleza está na aceitação da imperfeição. A beleza também está nas marcas que ficam com a passagem do tempo. Isso, para mim, é Wabi Sabi. Acredito que na imperfeição, na incompletude e na impermanência também está a beleza da vida, dos seres, e das relações. Bem vindos à Wabi Sabi. Maína Fantini - Facilitadora #wabisabi #facilitacao #cnv #comunicacaonaoviolenta #dialogo #paz #mediacao #culturadepaz #autoconhecimento #autocuidado #compaixao #autocompaixao #mindfulness #saopaulo #brasil #comunicacao ...